Pesquisas eleitorais: em que medida erram e acertam?

Please enter banners and links.

A campanha eleitoral que definirá o próximo inquilino do Palácio do Planalto está na reta final e  quase toda semana algum instituto divulga uma pesquisa nova, em qual pesquisa o eleitor deve acreditar.

Toda eleição é a mesma coisa. Os institutos começam a divulgar pesquisas e mais pesquisas de intenção de voto. Rapidamente, essas pesquisas passam a pautar a cobertura do processo eleitoral na imprensa. Mas nem sempre elas são analisadas como deveriam.

Muitos ainda suspeitam da sua honestidade. Ainda são frequentes perguntas do tipo “como as pesquisas podem divergir tanto uma da outra?” ou “como os resultados eleitorais frequentemente contrariam as pesquisas?”.

Não está sendo diferente nessa eleição em 2018. Quatro institutos, Ibope, Datafolha, Sensus e Vox Populi,  têm divulgado periodicamente novas pesquisas de intenção de voto para presidente. A frequência dessas divulgações certamente aumentará ainda mais nos últimos dias. Em outras palavras, muita polêmica ainda vai rolar por debaixo da ponte.

O que esperar sobre as chances de acertos e erros dos institutos de pesquisa nas eleições presidenciavel de 2018 no Brasil? Esta não é uma pergunta trivial. 

PESQUISA IBOPE

O Ibope divulgou nesta terça-feira (23) de outubro de 2018, o resultado da segunda pesquisa do instituto sobre o 2º turno da eleição presidencial. O levantamento foi realizado entre domingo (21) e terça-feira (23) e tem margem de erro de 2 pontos, para mais ou para menos.

Nos votos válidos, os resultados foram os seguintes:

O levantamento foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na última sexta-feira, 19, com número de identificação BR-05743/2018. O nível de confiança estimado é de 95% e a margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

As pesquisas mais recentes mostram ampla vantagem para Jair Bolsonaro, que tem entre 58% e 64%, dependendo do levantamento, bem acima do seu oponente Fernando Haddad

 

BTG/FSB:

Pesquisa BTG/FSB divulgada nesta segunda-feira (22) para a corrida presidencial mostra Jair Bolsonaro (PSL) na frente, com 60% dos votos válidos (aqueles que excluem brancos, nulos e indecisos). Ele está 20 pontos percentuais à frente de Fernando Haddad (PT), que tem 40% dos votos válidos. Considerando os votos totais, o candidato do PSL tem 52% e o petista, 35%. A pesquisa também traz a decisão de voto dos eleitores: entre quem vota em Bolsonaro, 94% afirmam que a decisão é definitiva; já entre quem vota em Haddad, 90% afirmam ser uma decisão definitiva. O levantamento mediu, ainda, a rejeição dos candidatos: Haddad tem índice de 52% e Bolsonaro, 38%.

Pesquisa realizada pelo BTG/FSB de 20/out a 21/out/2018 com 2.000 entrevistados (Brasil). Contratada por: BANCO BTG PACTUAL. Registro no TSE: BR-03689/2018. Margem de erro: 2 pontos percentuais. Confiança: 95%. *Não sabe / Não respondeu

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *